segunda-feira, 14 de novembro de 2011

A Terra geme em dores de parto

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo... A Fraternidade Madre Trautlinde esteve no dia 13 de novembro do corrente ano realizando mais uma reunião de formação. Neste encontro fraterno, conduzido por Wanessa subsecretária DHJUPIC e Pedro Nicácio subsecretário Distrital A6, discutimos a ação franciscana no meio social, que cada vez mais se esquece de tornar irmãos das outras criaturas gestadas por Deus. Assim, nosso injusto egoísmo e a necessidade cada vez maior de possuir algo (melhor ou da moda) nos faz perder os limites e acabamos destruindo as matas e todo o meio ambiente das mais variadas formas a partir de múltiplas intencionalidades. Ou ainda, os grandes proprietários de terras não enxergam que ao desmatar o tempo todo e de modo desenfreado acabam fazendo com que nos sufoquemos cada vez mais nesta “panela de pressão” que está se tornando nosso planeta. 
O modelo econômico que vigora atualmente nos deixa cegos a tal ponto que não visualizamos que elaborando poucas ações podemos construir e melhorar cada vez mais nosso planeta que tanto carece de gestos fraternos para com a natureza. Além disso, a mudança em relação a hábitos menos prejudiciais ao ambiente deve partir de cada um de nós, a educação ambiental deve ser posta a partir de exemplos, pois como bem sabemos tudo aquilo que seguimos, seja o cristianismo ou ainda o franciscanismo tiveram em seus líderes exemplos que viveram intensamente o amor a todas as criaturas. Nosso olhar, para com o meio ambiente precisa urgentemente ser modificado, valorizando outras formas de consumo renováveis, gastando o mínimo de água, usando menos plástico, retirando da natureza aquilo que efetivamente precisamos (talvez precisamos ter aulas com os indígenas), pois se não fizermos nada, ou pelo menos a nossa parte, veremos cada vez mais catástrofes ambientais ocorrerem e serem noticiadas, ou ainda, sentiremos na pele (ainda mais) nosso grau de devastação ambiental. Portanto, caros irmãos e irmãs, faça a sua parte, no seu trabalho, na sua escola, seja um reflexo positivo de bons hábitos para que assim eduquemos cada vez mais nossa sociedade para valorizar posturas saudáveis e menos degradantes e assim criemos em nossa sociedade uma consciência ambiental. Paz e Bem!

domingo, 6 de novembro de 2011

Mensagem de Rodrigo Ronelli - ex secretário Nacional da Jufra do Brasil (2001-2004)

Caros irmãos franciscanos, Paz e Bem.
Neste momento em que se comemora os 40 anos de Juventude Franciscana do Brasil me alegro por ter podido contribuir um pouco com essa história que gerou inúmeros frutos, que está em contínua evolução e não deixará de ser escrita por muitos outros que agora se encontram e que ainda virão.
Sou extremamente grato aos irmãos jufristas por terem me dado a oportunidade de servir a todos, como Secretário Fraterno Nacional, durante o período de 2001 a 2004. Creio não existir fraternidade, no sentido franciscano, formada apenas por uma pessoa, e que uma fraternidade não deve servir a uma pessoa ou a um grupo. Imagino que as homenagens aos ex-secretários sempre são entendidas como homenagens aos que atuaram no secretariado, sendo o secretário apenas um referencial (até porque, muitas vezes, este nem é a figura principal do secretariado). Dessa forma, gostaria aqui de lembrar os irmãos que estiveram comigo no período em que estivemos à frente do Nacional da Jufra e que devo muito a todos pois, se o trabalho foi duro, teria sido impossível sem eles: o Assistente Espiritual, Frei Romildo Honorato do Nascimento, OFM Cap.; a Animadora Fraterna, Eliane Caldas Alves (in memoriam); os Subsecretários Nacionais para as Áreas: Jailson Siqueira Pantojá (Área Norte), Carlos Alberto Pessoa de Freitas (Área Nordeste A), Helmir José Soares Silva (Área Nordeste B), Valcimério Alves da Silva (Área Sudeste), Ricardo Dias Pereira (Área Centro-Oeste) e Alex Fabiano Duarte (Área Sul); os Subsecretários de Formação, Samir Cristino de Souza e Murilo Barros Pedrosa; a Subsecretária de Finanças, Josivania Ribeiro da Silva; a Subsecretária da CODHJUPE, Ana Cristina dos Santos; os Subsecretários de Comunicação Social, Carlo Giuseppe Galzerano e Libiane Marinho Bernardino; o Subsecretário de Imprensa, Wilson Ribeiro Firmo; a Subsecretária de Baby, Micro e Mini Franciscanos, Rosilene Bezerra de Moraes; a Subsecretária de Escrituração e Arquivo, Maria Salete Maroja; a representante da Jufra no Conselho Internacional da OFS (CIOFS), Lind Susan Santos; e o Assessor para a FFB, Anderson S. Moura.

Como mencionei na entrevista para o Caderno de Formação, o secretariado foi uma experiência muito marcante. A caminhada necessitou de muita dedicação e esforço pessoal para acompanhar os regionais nesse país continental. Foi uma experiência muito feliz, vivi muito a perfeita alegria em diversos episódios. Posso dizer que, pessoalmente, cresci muito e tive a felicidade de saborear a fraternidade franciscana na equipe Nacional da Jufra, da OFS, nos regionais e por onde andei durante esse período. Fui muito bem recebido nos eventos que participei e principalmente nas famílias dos Jufristas que me acolheram. Tenho muito a agradecer.

Fico imaginando a festa que deve ser todos reunidos em Guaratinguetá, SP, festejando fraternalmente os 40 anos de Juventude Franciscana no Brasil e gostaria muito de estar com vocês, mas minhas obrigações seculares não me permitem. Estou com vocês de coração. Recordo-me um comentário que fiz a um amigo, há muito tempo atrás, em um congresso regional PB/RN, quando via representante das fraternidades reunidas em um fim de semana, para experimentar a vida em fraternidade: “Isso é um milagre, a Jufra faz milagres pois, com todas as opções de lazer e diversão disponíveis hoje, reunir uma quantidade de jovens dessas, dos mais distantes locais da nossa região, só pode ser um milagre divino.”

E é assim que eu vejo a Juventude Franciscana, uma opção de vida, com suas exigências, mas também com suas vantagens; que não é atrativa para muitos, mas que alguns se identificarão e procurarão vivenciar a essência do franciscanismo, e só os que se colocarem a disposição para vivenciar o ideal franciscano poderá experimentar milagres como o que mencionei ou a perfeita alegria.

Feliz aniversário, Jufra do Brasil.

Paz e Bem a todos.

Rodrigo Ronelli Duarte de Andrade
Ex-Secretário Fraterno Nacional da JUFRA do Brasil (2001-2004)
2º JuFrão

No 30 de outubro a Fraternidade Madre Trautlinde (Areia - PB) realizou pela segunda vez o JuFrão, em concomitância com o Encontro Celebrativo pelos 40 anos de Jufra no Brasil em Guaratinguetá - SP. O JuFrão tem por objetivo apresentar aos jovens o carisma francisclariano como também a Juventude Franciscana a nível local, fomentando a buscar por um mundo novo. O encontro contou com a participação de vários jovens das mais diversas localidades da cidade areense, além de jufristas de outras cidades como Areial, Esperança e Bananeiras. O encontro foi conduzido pelo animador fraterno do regional NE A3 (PB/RN) Franklin da cidade de Salgado de São Félix, além da sua palestra: "O que é a JuFra". Enaltecendo ainda mais o JuFrão, este teve as presenças especiais de Pe. José Antonio (Vigário) realizando confissões e participação em mesa redonda, Pe. Paulo José (Administrador paroquial) com a palestra: O papel do Jufrista na Igreja e o Diácono José Renato com a exposição e adoração ao Santíssimo Sacramento. Além destas participações, o 2º JuFrão contou com as presenças de Ana Cristina, Carlo Galzerano e Josivânia Ribeiro secretariado nacional em 2001 a 2004 juntamente com Rodrigo Roneli. 
O 2º JuFrão foi constituído de momentos variados como a mesa redonda: "A Trindade Francisclariana", duas oficinas: "Francisco e o meio ambiente" e "Com Francisco podemos ser fraternos", palestras e gincana. Estes momentos todos foram vividos de maneira lúdica, espontânea e contemplativa por meio das orações. Paz e Bem...